Existe Tratamento para Ejaculação Precoce 100% eficaz? Descubra os prós e contras de cada um deles

Existe Tratamento para Ejaculação Precoce 100% eficaz? Descubra os prós e contras de cada um deles
5 (100%) 3 votes

As disfunções sexuais podem ser um verdadeiro incômodo na vida de um casal. Não ser capaz de durar tempo o suficiente no sexo para satisfazer a parceira é um dos maiores receios de um homem. Mas existe um tratamento para ejaculação precoce que seja totalmente eficaz e seguro?

Cerca de 30% da população masculina mundial sofre com a ejaculação rápida. Trata-se da ejaculação prematura, que acontece com o mínimo de estímulo sexual e impossibilita o casal de ter prazer na relação.

É normal quando acontece uma ou outra vez do homem não conseguir se segurar e ejacular antes do esperado. No entanto, quando a situação se torna recorrente, é necessário buscar soluções para o problema.

A ejaculação precoce pode ser classificada em dois tipos: primária, quando ela se faz presente desde o início da vida sexual do homem e secundária, que aparece em determinada época. Mesmo homens sexualmente ativos e saudáveis, que nunca tiveram problemas anteriores de ejaculação rápida, podem desenvolver ejaculação precoce.

Nem sempre a ejaculação precoce está relacionada com a disfunção erétil. Porém, é muito comum que homens com qualquer uma das duas disfunções venham a desenvolver a outra em seguida. Isso porque para ambas as principais causas são de ordem psicológicas como ansiedade, estresse ou medo.

Mas com o desenvolvimento da tecnologia e o aumento crescente do acesso à informação, já é possível um tratamento para ejaculação precoce.

Como reconhecer a Ejaculação Precoce

Precisamos pensar que a ejaculação precoce não é só um problema do homem, mas do casal em si. Claro que a maior parte da frustração acaba ficando do lado masculino. Mas a mulher também fica insatisfeita na relação. E isso só aumenta o sentimento de incapacidade do homem.

tratamento para ejaculação precoce

Podemos considerar ejaculação precoce quando o homem não tem o controle voluntário do próprio corpo e ejacula antes do momento desejado por ele ou a parceira. Ela pode ocorrer antes ou logo após a penetração.

É importante também entender se ao longo da sua vida sexual sempre foi dessa forma ou se isso é um problema que começou recentemente. Isso vai ajudar a identificar as possíveis causas e a melhor opção de tratamento para ejaculação precoce.

Causas da ejaculação precoce

Existem diversas causas que podem ser responsáveis pela ejaculação precoce. Elas podem ser tanto físicas, biológicas ou psicológicas. Por isso, cada caso precisa ser avaliado individualmente.

Naturalmente, os fatores psicológicos são os que mais acabam incomodando. Na maioria das vezes, tratam-se de inseguranças e medos em torno da responsabilidade que é colocada no homem desde a primeira relação sexual.

Desde o início o homem acredita que para agradar a parceira precisa ter um bom desempenho sexual. Somente assim ele pode provar que é bom de cama.

Essa ansiedade e esse nervosismo faz com que o homem perca o controle e acabe indo rápido demais.

Veja outros fatores psicológicos, físicos e biológicos que podem ser responsáveis pela e

jaculação precoce:

Fatores psicológicos

  • Ansiedade;
  • Problemas no relacionamento;
  • Estresse;
  • Crenças psicológicas limitantes;
  • Uso de medicamentos psicotrópicos.

Fatores físicos e biológicos

  • Distúrbios na tireoide;
  • Fatores genéticos;
  • Hipersensibilidade da glande;
  • Inflamações ou infecções na próstata e na uretra;
  • Níveis de testosterona desregulados;
  • Diabetes;
  • Níveis de neurotransmissores acima do normal;
  • Problemas no sistema ejaculatório;
  • Danos no sistema nervoso causados por traumas ou cirurgias.

Tratamento para ejaculação precoce

Para cada causa, há uma opção de tratamento para ejaculação precoce mais indicada. Mas é preciso deixar claro que não existe solução milagrosa.

Além disso, alguns tratamentos envolvem efeitos colaterais que devem ser levados em consideração e analisados cuidadosamente.

O ideal para o homem que sofre com ejaculação precoce é conversar com a parceira sobre o problema, pois o papel da mulher é fundamental na cura da disfunção. Em seguida, procure um médico para que ele faça um diagnóstico que descarte problemas de saúde como distúrbios hormonais.

Feito isso, basta discutir com o profissional a melhor opção de tratamento para ejaculação precoce e a que poderá ser mais eficiente no seu caso.

Abaixo, listei as opções mais comuns, como elas funcionam, seus pontos positivos e negativos.

Tratamento natural com exercícios

A popularidade desse tipo de tratamento para ejaculação precoce vem crescendo exponencialmente. Isso porque ele é uma opção natural, sem contraindicações e sem efeitos colaterais.

Os programas de exercícios que fazem parte desse tipo de tratamento foram desenvolvidos especialmente para a região pélvica masculina. Ao praticá-los, você adquire melhor controle sobre o seu corpo e sobre os músculos que são envolvidos no processo ejaculatório.

A consequência é o controle absoluto da ejaculação, que tende a aumentar com o tempo. Isso significa que ao praticar com frequência os exercícios, você vai aumentando a sua habilidade de se segurar e pode escolher exatamente a hora que deseja ejacular.

E por ser um programa de exercício que auxilia a desenvolver uma habilidade, você sempre terá essa capacidade.

Outro ponto: esse tipo de tratamento para ejaculação precoce também trabalha os aspectos psicológicos do indivíduo. Ou seja, ele ajuda o homem a trabalhar também sua ansiedade e seus medos.

Prós

  • Solução definitiva;
  • Tratamento natural;
  • Pode ser praticado por qualquer homem;
  • Sem efeitos colaterais;
  • Trabalha as causas do problema;
  • Aborda também as questões psicológicas.

Contras

  • Necessita de tempo e prática para ter resultado.

Antidepressivos

É muito comum o uso de antidepressivos no tratamento para ejaculação precoce. Principalmente nos casos em que a disfunção tem fatores psicológicos. Porém, os antidepressivos podem fazer mais mal do que bem.

Isso porque esse tipo de medicação mexe diretamente com a química cerebral, o que interfere em diversos aspectos na saúde e disposição masculina.

O tipo mais comum de antidepressivo indicado para o tratamento da ejaculação precoce são os inibidores seletivos de recaptação de serotonina – ISRS. O que esse medicamento faz é aumentar os níveis de serotonina no organismo.

Na prática, eles levam em torno de uns 20 dias para fazer efeito, mas realmente funcionam. Todavia, seus efeitos colaterais podem causar outras complicações e disfunções sexuais. Além de muitos outros desconfortos que acompanham esses medicamentos

Prós

  • Menos tempo para fazer efeito (20 dias);
  • Não necessita nenhum esforço do usuário.

Contras

  • Efeitos colaterais que interferem nas funções sexuais;
  • Outros efeitos colaterais como fadiga, cansaço, dores de cabeça, náuseas, irritabilidade, pensamentos suicidas;
  • Solução temporária (ao interromper o uso do medicamento o problema pode retornar);
  • Não trata a causa do problema.

Dapoxetina

A dapoxetina é comercializada no brasil com o nome de Priligy®. Entretanto, sua classificação na ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária – está na lista C1 de drogas sujeitas à controle especial. Ou seja, é necessária uma receita médica de duas vias.

A dapoxetina pode ser considerada o remédio mais eficaz no tratamento para ejaculação precoce. Isso porque, apesar de ser um ISRS, ela age de forma diferente no cérebro.

Em resumo, a dapoxetina inibi o reflexo ejaculatório que é enviado ao cérebro, o que permite ao indivíduo que tenha maior tempo de controle. Em testes primários e secundários, a droga permitiu que homens com média de tempo de ejaculação fosse de 1 para 3 minutos.

tratamento para ejaculação precoce

Ainda assim, vale lembrar que a dapoxetina trata-se de um fármaco, e como todo, tem seus efeitos colaterais. Dentre os principais podemos destacar náuseas, diarreia, tontura, dores de cabeça, insônia e fadiga.

Não há relatos de efeitos colaterais que afetem as demais funções sexuais como no caso dos antidepressivos.

Prós

  • Medicamento aprovado pela ANVISA;
  • Resultados imediatos;
  • Não causa outras disfunções sexuais.

Contras

  • Causa dependência;
  • Outros efeitos colaterais como diarreia, náuseas, tontura, dores de cabeça, fadiga e insônia;
  • Solução temporária (ao interromper o uso do medicamento o problema pode retornar);
  • Não trata a causa do problema.

Terapia sexual

A terapia é um ótimo tratamento para ejaculação precoce quando as causas do problema são unicamente psicológicas.

É recomendada a participação dos dois em algumas sessões de terapia, e não somente do homem. Afinal, sua parceira tem papel fundamental no combate à disfunção. Além disso, a participação da parceira no tratamento melhora o relacionamento e aproxima mais o casal.

A terapia sexual é basicamente focada na mudança dos hábitos sexuais. O terapeuta, junto do paciente e da parceira, vai ajudar para que ambos busquem estratégias para facilitar o controle da ejaculação.

Pontos como o conhecimento do próprio corpo, do corpo da parceira e dos estímulos sexuais que ambos mais gostam são muito trabalhados pelo profissional.

O terapeuta sexual também busca conhecer todo a história sexual do homem para identificar possíveis traumas que o levaram a desenvolver a ejaculação precoce.

Prós

  • Tratamento natural;
  • Pode ser praticado por qualquer homem;
  • Sem efeitos colaterais;

Contras

  • Aborda somente as questões psicológicas;
  • Necessita de tempo para ter resultado;
  • Custo elevado.

Gel, pomada, creme e camisinha retardante

Ao buscar tratamento para ejaculação precoce pode ser que você se depare com uma enorme variedade de cremes, pomadas, géis e camisinhas retardantes. Essas são soluções baratas que podem até funcionar, mas nem sempre como o esperado.

Basicamente, esses produtos oferecem uma solução imediata para o problema. Eles funcionam da seguinte forma: o creme, gel ou o lubrificante usado no caso da camisinha possuem substâncias anestésicas que ajudam a diminuir a sensibilidade no pênis. Com isso, o homem consegue segurar a ejaculação por um pouco mais de tempo.

tratamento para ejaculação precoce

Mas o principal problema de utilizar esses artifícios é que na hora da penetração o produto inevitavelmente entre em contato com a vagina da mulher. Nisso, o mesmo efeito anestésico faz com que a sensibilidade da sua parceira diminua.

Portanto, pode até ser que você consiga durar alguns minutos mais. Mas é bem provável que sua parceira sinta pouco ou nenhum prazer na relação.

Prós

  • Resultados imediato;
  • Baixo custo;
  • Sem efeitos colaterais.

Contras

  • Solução temporária;
  • Não trata a causa do problema;
  • Pode comprometer o prazer sexual da parceira;

Como você pode perceber, existe mais de um tipo de tratamento para ejaculação precoce. Mas antes de iniciar qualquer um deles, é necessário que você converse com sua parceira sobre o problema e com um médico.

Isso vai ajudar a identificar a principal causa da ejaculação precoce para que você possa se decidir pelo tratamento adequado.

É sempre recomendado que o tratamento com pílulas e medicamentos sejam considerados somente em última instância. Isso porque seus efeitos colaterais podem não superar seus benefícios.

Nesse caso, opções naturais como os treinamentos e exercícios para o controle absoluto podem ser a opção com melhor custo x benefício. Converse com seu médico a respeito.

Espero ter esclarecido todas as dúvidas sobre o assunto, mas se ficou alguma, pode mandar no e-mail [email protected]

Um abraço e até breve.

Equipe Homem de Saúde

O Blog Homem de Saúde não é apenas uma das principais fontes para conseguir informação sobre saúde masculina, como também possui uma proposta consistente de oferecer o material adequado para homens que buscam Qualidade de Vida.

Website: