Os Tipos de Dor de Cabeça mais comuns e o que eles significam

A dor de cabeça, ou cefaleia, seu nome científico, é a queixa de maior frequência nos pronto-atendimentos do país. Além disso, estima-se que pelo menos 63 milhões de brasileiros, de todas as idades, sofrem com dores de cabeça frequente. Mas quais são os tipos de dor de cabeça e o que elas significam para a saúde?

A dor de cabeça se manifesta de diversas formas. Ela pode ser apenas de um lado ou de ambos, pode ser isolada ou em determinada região. Ainda, elas podem ser em apenas um ponto específico ou irradiarem pela cabeça de um ponto a outro. As dores de cabeça podem aparecer gradualmente ou de repente, e durarem minutos, horas, e até dias.

O fato é que a dor de cabeça pode ser algo simples, reflexo de estresse ou de um momento de tensão. Mas ela também pode representar um problema mais grave de saúde, como leucemia ou até mesmo um tumor cerebral, por exemplo.

Então apesar de ser bem comum, como podemos perceber, há certos tipos de dor de cabeça que simplesmente não podem ser ignorados.

Tipos de dor de cabeça

Existem mais de 200 tipos de dor de cabeça, e é muito importante para o médico que todos os sintomas sejam relatados. Somente assim é possível determinar a causa e buscar o tratamento adequado.

tipos de dor de cabeça

É fato que a maioria dos casos de dor de cabeça não representa realmente uma doença grave. Mas este fato não pode ser descartado. Portanto, se você tem histórico de dores de cabeça recorrentes ou frequentemente tem dores muito intensas, marque uma consulta com um neurologista.

As dores de cabeça geralmente são classificadas de acordo com suas causas:

Cefaleia primária

Esse não é um dos tipos de dor de cabeça decorrente de problemas mais sérios. Na cefaleia primaria o mal é verdadeiramente a dor em si.

Uma dor de cabeça primária pode ser causada por problemas de hiperatividade ou a partir de estruturas sensíveis à dor como atividade química alterada, nervos ou vasos sanguíneos do crânio contraídos, ou músculos da cabeça e pescoço contraídos, ou ainda a combinação desses fatores.

Algumas pessoas carregam, genes que são mais propensos a desenvolver dores de cabeça. As cefaleias primárias mais comuns são:

  • Cefaleia em salvas;
  • Enxaqueca e enxaqueca com áurea;
  • Cefaleia tensional;
  • Cefaleia diária e crônica;
  • Dor de cabeça associada à tosse;
  • Dor de cabeça associada à prática de exercício;
  • Dor de cabeça associada ao sexo.

Cefaleia secundária

As cefaleias secundárias são os tipos de dor de cabeça que estão associadas à alguma outra doença. Elas são um sintoma, e não a causa, e podem representar problemas mais graves.

As fontes de cefaleia secundária incluem:

  • Sinusite aguda;
  • Coágulos de sangue dentro do cérebro;
  • Aneurisma cerebral;
  • Tumor cerebral;
  • Intoxicação por monóxido de carbono;
  • Síndrome de Arnold-Chiari (malformação congênita do sistema nervoso central);
  • Concussão;
  • Desidratação;
  • Problemas dentários;
  • Otite;
  • Encefalite;
  • Glaucoma;
  • Ressaca;
  • Gripe;
  • Ruptura de vasos sanguíneos no cérebro;
  • Meningite;
  • Uso excessivo de analgésicos;
  • Ataques de pânico;
  • Síndrome pós-concussão;
  • Outros medicamentos para tratamentos de doenças diversas;
  • Pressão na cabeça por conta de chapéus, capacetes ou óculos apertados;
  • Toxoplasmose;
  • Neuralgia do trigêmeo.

Causas das dores de cabeça

Como vimos, a dor de cabeça pode ser algo simples, mas pode também representar um problema de saúde mais grave. Além disso, existem diversos gatilhos que podem acionar as dores de cabeça.

Dentre os mais comuns estão:

Estresse

Altos níveis de estresse liberam hormônios como adrenalina e cortisol. Esses hormônios causam um aumento da frequência cardíaca e, consequentemente, a vasoconstrição dos vasos que irrigam a cabeça, o que resulta nas dores.

O grande volume de tarefas diárias, pressão no trabalho e em casa, medo e ansiedade, tudo isso pode aumentar o nível de estresse de um indivíduo e ocasionar em dores de cabeça, como explicado.

A dor por estresse é um dos principais tipos de dor de cabeça.

Muito calor

No verão e tempos mais quentes é muito comum que as pessoas tenham dores de cabeça mais frequentemente. Um estudo realizado pelo Centro Médico Beth Israel Deaconess, nos EUA, descobriu que as dores de cabeça aumentam cerca de 7,5% para cada 5°C a mais na temperatura.

Além do calor, outros fatores relacionados ao meio-ambiente como umidade e poluição do ar também influenciam no surgimento das dores.

Isso acontece porque o calor facilita a desidratação, desequilibrando o processo de entrada e saída de sódio e potássio das células, o que causa um distúrbio metabólico que favorece a cefaleia.

Por isso, lembre-se de beber muita água, principalmente em dias mais quentes.

Dormir mal

Quem dorme mal tende a sofrer mais com estresse. Mas não é somente isso que facilita o surgimento das dores de cabeça.

A dor relacionada ao sono é outro dos tipos de dor de cabeça mais comum porque a falta de um sono de qualidade prejudica a produção de melatonina. A melatonina, por sua vez, favorece a síntese de analgésicos naturais do organismo.

Alimentação

Alguns alimentos possuem substância que podem ativar o gatilho da dor. Portanto, se você sofre com enxaqueca ou tem dores de cabeça frequente vale evitar: chocolate, café e chás pretos, embutidos, queijos amarelos, álcool, frutas cítricas, molho shoyo, cebola, alho e sorvete.

Pular refeições também não é uma boa ideia, uma vez que ficar muito tempo sem comer pode baixar os níveis de açúcar no sangue. Essa baixa pode estimular a produção de adrenalina, que provoca a vasoconstrição, que por sua vez, causa a dor.

Postura incorreta

Uma postura inadequada pode causar o um dos tipos de dor de cabeça conhecido como cefaleia tensional. A má postura pode comprimir os nervos da coluna e causar uma dor que é irradiada para a cabeça.

Além disso, para quem sofre com dores crônicas, vale a pena investigar se esta não está sendo causada por uma hérnia de disco, cervical ou bico de papagaio.

Esforço exagerado

Depois de atividades físicas intensar e, até mesmo depois do sexo, algumas pessoas podem relatar um leve incômodo. Esse episódio é conhecido pelos médicos como cefaleia pós-esforço.

No entanto, esse é um dos tipos de dor de cabeça que pode indicar um problema mais sério, como aneurisma. Portanto, se acontece com você com frequência, procure um médico.

Há também quem relate um efeito contrário. Pessoas que levam uma vida sedentária podem passar a sofrer menos com dor de cabeça quando passam a praticar atividade física com frequência.

Isso porque os exercícios físicos ajudam na vasodilatação.

Cheiros fortes

Ainda não se sabe ao certo a relação de alguns odores com os tipos de dor de cabeça. Mas é fato que cheiros como de perfumes, gasolina, solventes e cigarro, por exemplo, podem desencadear a dor para algumas pessoas.

Como tratar os tipos de dor de cabeça

Alguns tipos de dor de cabeça podem não ser nada, mas também podem ser algo sério como AVC ou meningite. Por isso, não hesite em buscar auxílio médico.

Vá a um pronto socorro ou ligue para a emergência imediatamente se você estiver sentindo uma dor muito forte ou se ela estiver acompanhada dos seguintes sintomas:

  • Confusão ou dificuldade de entender a fala;
  • Desmaio;
  • Febre acima de 39°C;
  • Dormência, fraqueza ou paralisia de um dos lados;
  • Dificuldade para enxergar;
  • Problemas na fala e dicção;
  • Dificuldade para andar;
  • Náuseas e vômito.

tipos de dor de cabeça

Se você tem dores de cabeça constantes, que pioram ou não melhoram com uso de medicação, que te impedem de trabalhar, dormir ou fazer qualquer outra atividade no seu dia-a-dia, procure um neurologista. Também se você tem mais de 50 anos e começou a ter dores frequentes, ou se sofre de algum tipo de câncer e desenvolveu um novo tipo de dor de cabeça, não deixe de falar com seu médico.

Existem medicamentos como Dorflex®, Neosaldina®, Buscofem®, Lisador®, ibuprofeno, Doril®, dentre muitos outros que podem ser utilizados para tratar os tipos de dor de cabeça primários. Porém, não faça uso de nenhum medicamento sem antes ler a bula e, se os sintomas não desaparecerem, procure um médico.

Procure sempre tentar entender o motivo da sua dor de cabeça e o que pode ter desencadeado o problema. Se começou a fazer uso de algum medicamento e percebeu que as dores aumentaram ou passaram a ser mais frequentes, fale com o profissional que o receitou.

Espero ter ajudado e, se ficou alguma dívida, mande para nós nos comentários ou através do e-mail [email protected].

Um abraço e até a próxima.

Equipe Homem de Saúde

O Blog Homem de Saúde não é apenas uma das principais fontes para conseguir informação sobre saúde masculina, como também possui uma proposta consistente de oferecer o material adequado para homens que buscam Qualidade de Vida.

Website: