O que é a Andropausa e como ela afeta o corpo masculino

O que é a Andropausa e como ela afeta o corpo masculino
5 (100%) 1 vote

A andropausa, ou DAEM em termos médicos, é um distúrbio hormonal que pode atingir homens por volta dos 40 anos. Dentre os principais sintomas da andropausa está a perda do desejo sexual, dificuldade de ereção, cansaço, insônia e até mesmo a depressão.

Mas muitas vezes, esses homens também acabam desenvolvendo a Disfunção Erétil, que somada aos sintomas da andropausa pode causar um verdadeiro transtorno na vida sexual dele e de sua parceira. Portanto, se você está começando a sofrer com esse problema, ou se não quer ter com o que se preocupar no futuro, clique aqui para saber como tratar a Impotência Sexual de forma 100% natural.

A sigla DAEM significa Deficiência Androgênica do Envelhecimento Masculino. De acordo com a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, cerca de 15% dos homens entre 50 e 60 anos sofrem com a andropausa. Mas, a partir dos 80 anos, a probabilidade de desenvolver a deficiência aumenta em 50%.

sintomas da andropausa

A Andropausa se caracteriza pela queda na produção da testosterona, que é o principal hormônio masculino. A testosterona é responsável pelas características masculinas do indivíduo, como crescimento de pelos, crescimento da próstata, engrossamento da voz, aumento da massa muscular e aumento da massa óssea.

Mas, você não precisa esperar até os 40 anos para se preocupar com a testosterona. Criamos um guia digital GRATUITO que você pode acessar clicando aqui para saber como aumentar a produção natural do hormônio e manter o vigor e a disposição.

Principais sintomas da Andropausa

Como explicamos, a andropausa é a queda na produção da testosterona. Entretanto, esse declínio na produção do hormônio pode acarretar também outros riscos à saúde, como doenças cardíacas e ossos frágeis.

De fato, a diminuição da testosterona ocorre naturalmente para todos os homens com o avanço da idade. O que não é possível prever é se todos vão sofrer com os sintomas da andropausa com intensidade suficiente para buscar auxílio médico.

Por isso, é muito importante estar atento aos sintomas mais comuns ligados a andropausa, a fim de evitar que o quadro clínico se agrave, trazendo consequências maiores ao funcionamento do corpo.

Entre os sintomas mais frequentes, estão:

• Perda do desejo sexual (libido);
• Dificuldade de ereção;
Disfunção erétil;
• Fadiga e cansaço;
• Ondas de calor (semelhante a menopausa);
• Perda de massa óssea e muscular;
• Mudanças de humor e irritabilidade;
• Insônia;
Queda de cabelo e redução dos pelos do corpo;
• Pele seca;
• Aumento da gordura na barriga;
• Comprometimento da memória e funções cognitivas;
• Depressão;

A partir dos 40 anos, todos os homens estão sujeitos a desenvolver a andropausa. Mas o risco aumenta para quem já sofre com outras doenças como diabetes, depressão, hipertensão, obesidade, alcoólatras, fumantes e sedentários. Esses são os que fazem parte do chamado grupo de risco. Isso ocorre porque a testosterona influencia diretamente nos níveis de glicose e lipídios do sangue.

Tipos de Andropausa

A andropausa pode ser classificada em três tipos, são elas:

  • Andropausa Primária

Se caracteriza pela diminuição no tamanho dos testículos. Essa diminuição é o que ocasiona a queda na produção da testosterona.

  • Andropausa Secundária

A hipófise e o hipotálamo são glândulas localizadas no cérebro. Junto com os testículos, elas são responsáveis por transformar o colesterol em testosterona. A andropausa secundária é uma deficiência nessas glândulas.

sintomas da andropausa

  • Andropausa Mista

É considerada o tipo mais raro de andropausa. Nela ocorre tanto a diminuição dos testículos quanto a deficiência nas glândulas hipófise e hipotálamo.

Como saber se estou na Andropausa

Se você está chegando aos 40 anos e se identificou com os sintomas da andropausa que descrevemos acima, o ideal é que você procure um urologista. A andropausa é diagnosticada através de um exame de sangue que mede a quantidade de testosterona no corpo.

Também chamado e Testosterona Total, o exame é relacionado a análise de outros hormônios como Testosterona Livre, Biodisponível e Diidrotesterona (DHT), Hormônio Folículo Estimulante (FSH) e Hormônio Luteinizante (LH).

Além disso, o médico pode solicitar exames complementares, como prolactina e gonadotrofinas, que vão ajudar a descartar outras possibilidades.

Andropausa tem cura?

O tratamento da andropausa é bem simples. Ele consiste basicamente na reposição do hormônio testosterona através de medicamentos, comprimidos ou injeção. Mas, somente o médico pode recomendar o tratamento após analisar o diagnóstico dos exames.

Entretanto, adotar hábitos saudáveis ajudam a combater os sintomas da andropausa. Por isso, tenha uma dieta balanceada, pratique exercícios físicos e procure dormir de 7 a 8 horas por noite. Visitas regulares ao médico também são recomendadas para fazer o acompanhamento do quadro.

No mais, por se tratar de uma deficiência onde o corpo diminui naturalmente a produção do hormônio, podemos afirmar que a andropausa não tem cura.

sintomas da andropausaA reposição hormonal é o tratamento mais comum e indicado pela maioria dos médicos. Ela pode ser feita através de adesivos, gel, comprimidos ou injeções regulares. Porém, cada caso é um caso, e somente um profissional pode indicar o tratamento ideal.

Além da reposição de hormônio, existem outros métodos naturais  que muitos homens acabam recorrendo como chás, que não têm contraindicações e são incorporados na rotina do dia a dia. No e-book Como Aumentar a Testosterona apresentamos formas naturais de aumentar a produção do hormônio no corpo masculino. Para baixar, é só clicar aqui.

Complicações e contraindicações no tratamento da Andropausa

A reposição hormonal oferece risco apenas aos portadores de câncer, pois o aumento da quantidade de hormônio pode causar uma evolução da doença.

Entretanto, é importante lembrar que a automedicação pode piorar a situação. Nunca tome medicamentos ou interrompa seu uso sem antes consultar seu médico. Já os tratamentos naturais não têm contraindicações.

Andropausa e outras disfunções

Como já falamos, a andropausa não tem cura, porém, o tratamento é essencial para o homem que quer continuar a ter uma vida sexual saudável.

Sem o tratamento adequado, o homem que sofre com a andropausa também pode desenvolver outras disfunções sexuais, como a disfunção erétil.

A disfunção erétil é uma grande vilã nos relacionamentos. Mesmo casais que já estão há muito tempo juntos têm sua estabilidade abalada por problemas sexuais. E, por mais compreensiva e companheira que a mulher possa ser, ela não consegue aguentar muito tempo com um homem que não busca melhorar.

Mas mesmo sendo um dos sintomas da andropausa, a disfunção erétil pode ser tratada de forma independente. O Programa Potência Absoluta oferece uma forma 100% natural para tratamento da disfunção erétil e impotência sexual.

Com o Potência Absoluta você pode recuperar sua autoestima e confiança, além de manter sempre acesa a chama do seu relacionamento. E por ser um tratamento natural, não possui contraindicações ou efeitos colaterais negativos.

Clique aqui e conheça o Programa Potência Absoluta.

sintomas da andropausa

Equipe Homem de Saúde

O Blog Homem de Saúde não é apenas uma das principais fontes para conseguir informação sobre saúde masculina, como também possui uma proposta consistente de oferecer o material adequado para homens que buscam Qualidade de Vida.

Website: