Como melhorar a fertilidade masculina e aumentar as chances de engravidar sua parceira

Em cada 10 casos de dificuldade de engravidar, 4 estão ligados a infertilidade do homem. E apesar da fertilidade masculina se prolongar por mais tempo em relação a feminina, o estilo de vida pode reduzir bastante a qualidade dos espermatozoides produzidos pelo homem.

Hábito alimentares, níveis de estresse, falta de atividade física e até mesmo guardar o telefone no bolso podem prejudicar a fertilidade masculina.

A facilidade de acesso a métodos contraceptivos ajuda para que muitos casais consigam planejar a paternidade. Porém, ao decidirem ter um filho, muitas vezes esses casais descobrem que não é tão fácil quanto parece.

De acordo com a ONG americana Resolve, especializada em infertilidade, um em cada oito casais têm dificuldade de engravidar. Mas a solução para este problema pode ser mais simples do que se pensa.

No artigo de hoje vamos falar sobre fertilidade masculina. Confira abaixo os tópicos que serão abordados:

  • Principais hábitos que prejudicam a fertilidade masculina;
  • Como aumentar a fertilidade de forma natural;
  • Mitos e verdades sobre a fertilidade masculina;
  • Como a atividade física pode contribuir para o aumento da fertilidade do homem.

Então se você e sua parceira estão planejando ter um filho, veja alguns hábitos que você precisa mudar se quiser “acelerar” a gravidez.

Principais hábitos que prejudicam a fertilidade masculina

De acordo com a revista Men’s Health, alguns hábitos do nosso dia-a-dia podem ser prejudiciais aos espermatozoides e, consequentemente, à fertilidade masculina. Por sorte, esses hábitos são bem simples e fáceis de mudar.

fertilidade masculina

#Dormir pouco

Se você tem o hábito de ficar até tarde assistindo séries ou mexendo no celular, então reconsidere suas escolhas. Um estudo preliminar publicado pela Fertility & Sterility revelou que homens que dormem menos de seis horas por noite têm 31% menos de chance de conseguirem engravidar suas parceiras do que aqueles que dormem entre sete e oito horas.

A falta de sono diminui a produção natural de testosterona, hormônio essencial para a produção do esperma.

Mas cuidado, o contrário também pode ser prejudicial. O mesmo estudo apontou que dormir mais de nove horas por noite também prejudica a fertilidade masculina.

#Uso de lubrificantes

Outro estudo publicado no mesmo periódico em 2014 mostrou que lubrificantes como KY, por exemplo, prejudicam a capacidade do espermatozoide de nadar até o óvulo. Isso acontece por causa da consistência pegajosa da substância.

Der acordo com Ajay Nangia, especialista em infertilidade masculina e professor de urologia na Universidade do Kansas, Estados Unidos, “eles são ótimos para relações sexuais (quando você não está tentando engravidar), mas podem agir um pouco como uma barreira espermicida“.

Além disso, a maioria dos lubrificantes pode conter ácido clorídrico, um conservante que mata os espermatozoides. Mas isso não significa que o lubrificante deva ser usado como método contraceptivo.

#Não incluir peixe na dieta

Comer mais peixe pode aumentar consideravelmente a fertilidade masculina. Para chegar a essa conclusão, pesquisadores da universidade de Harvard analisaram a qualidade do sêmen de 155 homens. Com isso, eles descobriram que os indivíduos que comiam mais peixe, especialmente salmão ou atum, apresentavam a contagem de esperma mais alta.

Ao mesmo tempo, homens que consomem maior quantidade de carne processadas como bacon, salsicha e salame, por exemplo, apresentaram uma menor contagem de esperma.

fertilidade masculina

Isso acontece por que as carnes processadas diminuem a produção de testosterona no organismo. Enquanto os ácidos graxos como ômega 3, encontrado nos peixes, ajuda a produzir espermatozoides mais saudáveis.

#Altos níveis de estresse

Homens com níveis de estresse e irritação mais elevados têm espermatozoides de pior qualidade. Segundo Nangia, altos níveis de stress atrapalham a produção de hormônios reprodutivos e criam proteínas inflamatórias que prejudicam o esperma.

#Guardar o celular no bolso

Pode até parecer bobeira, mas guardar o celular no bolso dianteiro, próximo ao pênis, pode sim prejudicar a fertilidade masculina. Isso porque a exposição do sêmen ao smartphone “machuca” a maneira como o esperma se move, além de reduzir sua quantidade.

A radiação emitida pelo aparelho pode causar danos ao DNA do esperma e o calor emitido pelo telefone pode elevar a temperatura do escroto. Tudo isso prejudica a produção e a qualidade do espermatozoide.

Assim também acontece com homens que têm o hábito de usar o notebook apoiado no colo com frequência, quando estão no quarto, por exemplo. Nesse caso, o ideal é utilizar uma mesa ou almofada própria para o equipamento.

#Exagerar no álcool

Uma cerveja ou uma taça de vinho não faz mal, muito pelo contrário. Existem estudos científicos que corroboram os benefícios do álcool quando consumido em quantidades moderadas.

Por outro lado, exagerar nas bebidas alcoólicas pode prejudicar a produção natural de testosterona, a contagem de esperma e a qualidade dos espermatozoides. Ou seja, prejudica seriamente a fertilidade masculina.

fertilidade masculina

Um estudo dinamarquês concluiu que beber 25 ou mais doses de bebida alcoólica por semana está associada a um declínio significativo na qualidade do esperma. Já homens que consumiam 40 doses semanais tiveram uma contagem de esperma 33% menor e um esperma 51% menos saudável do que aqueles que bebiam entre uma e cinco doses por semana.

Como aumentar a fertilidade de forma natural

O primeiro passo para aumentar a fertilidade masculina é mudar esses hábitos que acabamos de citar. Como vimos, são pequenas mudanças que podem fazer toda a diferença, não só na contagem de esperma, mas também na qualidade dos espermatozoides que são produzidos.

Espermatozoides saudáveis têm mais chances de sucesso na hora de fecundar o óvulo.

Vimos também como a testosterona tem um papel importante para a fertilidade masculina. Por isso, manter os níveis do hormônio regulados é fundamental.

Além de uma alimentação rica em zinco, magnésio, ômega 3, e a prática regular de exercícios físicos, suplementos naturais que estimulam a produção de testosterona podem ser incorporados ao dia-a-dia.

O principal objetivo desses suplementos é regular a produção natural de testosterona no organismo e assim promover os principais benefícios do hormônio como:

  • Aumento do estímulo sexual;
  • Aumento da fertilidade masculina;
  • Ganho de energia;
  • Melhorar a performance atlética;
  • Aumentar a produção de esperma;
  • Ajudar no combate a ejaculação precoce;
  • Prevenir a impotência sexual;
  • Promover a longevidade;
  • Aumentar a potência e o desempenho sexual.

Visto que se trata de um suplemento natural, não possui contraindicações e tampouco efeitos colaterais negativos. Portanto, é recomendado para todos os homens, independentemente da idade.

Para conhecer mais benefícios do suplemento natural, clique aqui.

Mitos e verdades sobre a fertilidade masculina

Durante muito tempo, a culpa da dificuldade de engravidar recaía sobre as mulheres. Talvez por essa razão sabemos tão pouco sobre a fertilidade masculina e o assunto seja repleto de mitos.

É isso que vamos esclarecer neste tópico.

Mesmo em idade avançada, o homem pode ter filhos: mito

Mesmo o homem produzindo espermatozoides a vida toda, isso não significa que eles são saudáveis o bastante para fecundar um óvulo. Além disso, homens têm níveis diferentes de fertilidade.

Altas temperaturas na região dos testículos reduz a fertilidade masculina: verdade

Já vimos isso aqui. Inclusive, vimos como carregar o celular no bolso ou trabalhar com o notebook no colo pode contribuir para a infertilidade.

E tem mais: homens que trabalham expostos a altas temperaturas, como por exemplo em estufas, ou que trabalham expostos a produtos tóxicos, como pesticidas, também têm um risco maior de produzir espermatozoides com alterações que inviabilizam a gravidez.

Depois que o homem deixa de usar anabolizantes, os efeitos colaterais que afetam a fertilidade masculina desaparecem: mito

O uso de anabolizantes coloca seriamente em risco a potência sexual e a capacidade reprodutiva masculina. E o impacto causado por eles pode continuar mesmo após o homem deixar de fazer uso.

Isso acontece porque ao consumir a testosterona sintética (base dos anabolizantes) o corpo se acostuma a receber o hormônio de uma fonte externa e deixa de produzir a testosterona natural. Como consequência, isso diminuía a quantidade e a qualidade dos espermatozoides produzidos.

fertilidade masculina

Portanto, se você busca uma alternativa para aumentar a produção de testosterona, o ideal é fazer isso através de suplementos naturais que vão incentivar seu corpo a produzir o hormônio de forma natural. Clique aqui e saiba mais.

Obesidade diminui a fertilidade masculina: verdade

O Dr. Gabriel de La Fuente, da clínica IVI Madri, em seu estudo “influência da obesidade masculina nas taxas de gestação em ciclos de reprodução assistida com óvulos doados”, revelou que homens acima do peso ejaculam, em média, 8 milhões de espermatozoides por ml a menos que os homens que se encontram dentro do peso ideal.

O estudo também identificou uma relação entre a obesidade e a baixa qualidade do esperma.

Impotência e infertilidade são a mesma coisa: mito

Impotência sexual e infertilidade são dois problemas distintos e não são relacionados. É possível o homem ter uma vida sexual ativa e satisfatória e mesmo assim encontrar problemas de baixa fertilidade masculina. Ou o contrário: o homem sofre com disfunção erétil, porém tem uma alta contagem de esperma.

A infertilidade se caracteriza quando, após um ano de relações frequentes, o casal não consegue engravidar. Enquanto a impotência sexual refere-se à incapacidade do homem de não ter ou não conseguir manter uma ereção.

A infertilidade não significa a impossibilidade definitiva de ter filhos. Tampouco significa que a culpa é exclusivamente sua ou da sua parceira.

Caso vocês estejam encontrando dificuldades, é necessário primeiro procurar um especialista em reprodução humana para descartar algumas hipóteses e assim sugerir um tratamento que seja adequado para ambos.

Como a atividade física pode contribuir para o aumento da fertilidade.

Se pararmos para pensar, ao serem ejetados na ejaculação, os espermatozoides percorrem uma maratona antes de penetrar o óvulo. Portanto, pode parecer óbvio que para eles terem essa força, você precisa servir de exemplo. E é verdade.

Para comprovar, cientistas alemães e iranianos coletaram o sêmen de 261 homens e os dividiram em dois grupos: ativos e sedentários. Para os ativos, foram recomendados exercícios aeróbicos.

Após um semestre, novas amostras foram coletadas e analisadas. Nos 193 homens ativos, a mobilidade e o formato dos espermatozoides haviam melhorado, o que não aconteceu com os 68 sedentários. Com isso, o fisiologista Behzad Maleki concluiu que “a atividade física pode ser uma estratégia simples, barata e eficiente de incrementar a qualidade do esperma”.

fertilidade masculina

Isso acontece porque a atividade física aprimora o fluxo sanguíneo e a oxigenação nos testículos. Além disso, os exercícios físicos controlam a inflamação e a produção de radicais livres.

Porém, o urologista Valter Javaroni, afirma que “em excesso, esses processos degradam o ambiente testicular”. Da mesma forma, no estudo feito por alemães e iranianos, os autores escrevem: “Parece que os exercícios moderados […] acarretam melhorias mais acentuadas em marcadores inflamatórios”.

No mais, sabemos que a prática regular de atividade física ajuda a aumentar a produção natural de testosterona e previne a obesidade. Ambos fatores importantes para a fertilidade masculina.

Logo, estar em forma e dentro do peso ideal é sim benéfico para a saúde reprodutiva.

CLIQUE PARA VOTAR:
[Total: 1 Média: 5]

Davi Ribeiro

Davi Ribeiro começou a trilhar um longo caminho de autoconhecimento, buscando informações no Brasil e também no exterior, para entender melhor o seu problema. Com o passar do tempo, ele acabou adquirindo muito conhecimento e, assim, se tornou um especialista na área de sexualidade masculina.

Website: https://www.ejaculandocomcontrole.com/cursos-recomendados/